A personalidade de Libra

Considerando-se que Libra representa o sétimo período da vida, dos 42 aos 49 anos de idade, a personalidade de Libra pode ser comparada ao adulto maduro passando para a meia-idade e esforçando-se para formular um modus vivendi para a segunda metade da vida. Inevitavelmente isto envolve a redefinição dos papéis sociais, reconsiderando-se a relação da pessoa com os outros. A regência de Vênus reforça o amor pela beleza e o caráter social dos nascidos em Libra, bem como sua necessidade de harmonia.
Paradoxalmente, apesar de o libriano adorar quando tudo corre bem, pode causar muitas discussões com suas atitudes e comportamentos controversos. Embora generoso, pode às vezes não enxergar os desejos alheios e seguir (alegre ou tristemente) seu próprio caminho.
Devido à necessidade do libriano de ver ambos os lados de um problema, na verdade, de examinar cada aspecto dele, é dado a delongas. Recusa-se obstinadamente a tomar decisões apressadas sobre qualquer coisa. Libra exige espaço adequado para respirar e tende a ficar nervoso se restringido ou pressionado. É bastante capaz, contudo, de pressionar os outros, principalmente se sente que está agindo para o melhor de todos.
Devido à sua energia e resistência, os librianos são com freqüência altamente apreciados como colegas e companheiros. Entretanto, devem cuidar para não impor seus fortes pontos de vista aos outros. Sentem-se melhor quando podem levar a vida sem preocupações e divertir-se — sobretudo porque têm dificuldade em lidar com a depressão. Sentir-se atraente é muito importante para os librianos, mas devem cuidar para não tornarem-se obsessivos com a aparência física. Se essa preocupação for excessiva, podem comprometer sua dignidade. Outra prioridade dos librianos é a justiça, mas em sua busca de igualdade devem buscar o meio-termo, evitando assim a dupla armadilha de um comportamento muito permissivo ou muito propenso a julgar.